Andreia Rodrigues fala no imenso desejo de voltar à TV
«Preciso de ganhar dinheiro»

Nacional

Saiu do pequeno-ecrã há quase dois anos e não vê a hora de regressar. Andreia Rodrigues admite que tem saudades de ter um projeto fixo…

Sex, 08/02/2019 - 10:21

Foi em fevereiro de 2017 que Andreia Rodrigues «saiu de cena» ao despedir-se do programa Grande Tarde. Entretanto, foi mãe de Alice, a 30 de maio de 2018, e, desde então, tem-se dedicado à sua menina.

Porém, os cuidados que um bebé implica a tempo inteiro vão-se tornando, cada vez menos, exigentes e a apresentadora começa a pensar em regressar à atividade profissional. «Apeteceu-me voltar [ao trabalho] mais cedo e por mim já tinha começado, mas, por outro lado, tenho a minha filha...», pondera. «Sou como as outras pessoas, tenho de trabalhar, preciso de ganhar dinheiro», acrescenta, afirmando-se na vontade de regressar ao pequeno-ecrã.

A «vontade de voltar» não é novidade, mas Andreia Rodrigues quis viver o sonho da maternidade e foi adiando a realização profissional.

 

«A maioria das mulheres infelizmente não tem essa possibilidade»

Começa a chegar a hora e a pequena Alice conta com a precisa ajuda da avó materna para a acompanhar todos os passos. Por isso, Andreia Rodrigues até se sente «uma privilegiada». «Tenho a minha mãe, que pode ficar com ela em casa, o que me permite, entre projetos e em dias em que não tenho trabalho, estar em casa com ela», partilha, sabendo que «a maioria das mulheres, infelizmente, não tem essa possibilidade».

A verdade é que a imprensa tem avançado o nome da apresentadora para a condução do novo formato da SIC – Quem quer namorar com o Agricultor. Durante a apresentação do novo edifício do Grupo Impresa, a questão impôs-se, mas Andreia Rodrigues não confirma, por enquanto. «Quando o meu projeto chegar falarei sobre ele». Assim, a dúvida permanece no ar.

Preparada para se entregar a qualquer projeto, a ex-menina do Fama Show apenas sublinha que transforma as oportunidades em desafios. «Gosto de projetos que me desafiam. Se for algo diferente, fantástico, porque me vai fazer evoluir e crescer. Se fizer algo semelhante, há sempre um desafio, são sempre novas pessoas», adianta, fechando-se em copas em relação ao que aí vem.
 

Texto: Tânia Cabral com Redação WIN – Conteúdos Digitais; Fotos: Arquivo Impala e Reprodução Instagram

Siga a Revista VIP no Instagram