Amália
Princesa vai receber 4500 euros por dia

Realeza

Assim que atingir a maioridade, Amália receberá menos que os pais, os reis da Holanda, mas 11 vezes mais que Letizia

Qua, 30/09/2020 - 12:00

Catarina Amália

As quantias recebidas pelos reis e rainhas diferem (e muito), dependendo do país em que o trono se situe, sendo a quantia dedicada à coroa definida em Orçamento de Estado. Mas, recentemente, houve mais um caso que gerou “revolta” por parte de alguns contribuintes: o da princesa de Orange, Catarina Amália, de 16 anos, que herdará do seu pai, o rei Willem-Alexander, a coroa dos Países Baixos. E porquê? Com o aproximar da maioridade, Amália já foi contemplada no Orçamento de Estado holandês para 2021, onde vêm revelados os valores astronómicos que a filha mais velha de Máxima irá auferir após atingir a maioridade.

No dia 7 de dezembro de 2021, dia em que a princesa de Orange completará 18 anos de vida, à parte dos habituais presentes, vai receber dos seus súbditos 100 mil euros, para que se governe nos 24 dias que restam até terminar o ano. A partir daqui, a herdeira ao trono dos Países Baixos irá ser paga pelas suas funções oficiais. E paga a sério. 

Amália terá direito a 296 mil euros ao ano de salário. A este valor somar-se-á um milhão e trezentos e trinta e oito mil euros para despesas de representação, staff, segurança e escritórios. No total, a filha mais velha de Willem-Alexander e Máxima contará com 4500 euros por dia, num total de 1,6 milhões de euros anuais. Muitos holandeses, principalmente os que em nada se identificam com a monarquia, estão revoltados com os valores exorbitantes que a irmã de Alexia, de 15 anos, e Ariana, de 13, irá custar aos cofres laranjas, isto é, ao bolso dos contribuintes. 

A Holanda é um dos países europeus que melhor remuneram os seus soberanos, e ao pé dos pais, os atuais regentes, Amália nem ganhará nada de especial. Isto porque, junto, o casal real, que no mesmo Orçamento de Estado viu a sua remuneração aumentar em 5%, recebe 7,2 milhões de euros anualmente. Por exemplo, a princesa de Orange ganhará sensivelmente mais um milhão por ano do que os reis de Espanha, ficando estes muito aquém dos 7,2 milhões dos soberanos holandeses.

Veja as diferenças entre países na edição da VIP que está nas bancas.

Texto: Tiago Miguel Simões; Fotos: DR

Siga a Revista VIP no Instagram