Nelson Évora
Afirma ter sido vítima de racismo

Nacional

Ter, 29/04/2014 - 00:00

Nelson Évora afirma ter sido vítima de racismo numa discoteca lisboeta há alguns dias. Esta denúncia acontece depois de se gerar uma campanha mundial contra o racismo, que começou como apoio ao futebolista Dani Alves
 

“Na noite de 19 de Abril os meus amigos fizeram-me uma surpresa e levaram-me para a discoteca Urban Beach. Éramos um grupo de 16 pessoas com mesas pré-reservadas e não é que somos surpreendidos pelos responsáveis daquele espaço público. Porquê? Demasiados pretos no grupo! Estarei a exagerar ou foi mesmo racismo? Em pleno século XXI, atitudes destas achava que já não existiam”, escreveu o atelata português no Facebook, acrescentando que estava acompanhado por vários atletas que representam Portugal a nível internacional, como Francis Obikwelu e Naide Gomes.
 

Contudo, o presidente do conselho de administração do Grupo K, proprietário da discoteca Urban Beach, negou tais acusações à agência Lusa. “Falei com as pessoas que estavam nessa noite na porta, informei-me para saber realmente o que tinha acontecido, se [as acusações] teriam algum fundamento ou não e foi-me dito que não”, afirmou. “Havia uma ou duas pessoas que estavam desenquadradas em termos do ambiente que é normal no Urban Beach”, acrescentou, garantindo que não recebeu nenhuma reclamação formal.

 

Foto: Impala 

Siga a Revista VIP no Instagram