Vip
Afinal, PEDRO CARVALHAS e ANA MEXIA vão ser pais de uma menina

Famosos

“É uma boa surpresa de Natal”
Este ano, o Natal de Pedro Carvalhas, de 42 anos, e de Ana Mexia, de 30, vai ser vivido de uma maneira muito especial. O casal, que está casado há três anos e meio, acaba de saber que o bebé que esperam, afinal, não é um menino, mas sim uma menina.

Dom, 05/12/2010 - 00:00

Este ano, o Natal de Pedro Carvalhas, de 42 anos, e de Ana Mexia, de 30, vai ser vivido de uma maneira muito especial. O casal, que está casado há três anos e meio, acaba de saber que o bebé que esperam, afinal, não é um menino, mas sim uma menina, e que se vem juntar a Bernardo, de um ano e quatro meses. O Natal vai ser passado em Coimbra, na companhia da família, e este ano o jornalista da TVI não vai trabalhar.
 
VIP – Com que antecedência fazem em casa as decorações de Natal?
Pedro Carvalhas – Por norma fazemos sempre nos primeiros dias de Dezembro.
 
Que significado tem para vocês esta época?
Ana Mexia – Somos católicos e festejamos com muita alegria e em família o nascimento de Jesus. Ambos somos oriundos de famílias grandes. O Natal é, sobretudo, passado em grande reunião familiar. 
 
Costumam comprar os presentes com bastante antecedência ou só no último dia?
PC – Desde princípios de Outubro que todos os anos, ou quase (risos), digo à Ana que este ano temos que começar a fazer as compras mais cedo, mas acaba por ser sempre tudo à última da hora. Não há volta a dar (risos)!
 
O que não dispensam nesta quadra?
AM – Os símbolos de Natal, a árvore de Natal e o presépio. Depois, naturalmente, toda a reunião e convivência familiar.
 
Fazem uma ceia de Natal tradicional, com bacalhau cozido e peru?
AM – Sim. Temos o bacalhau no jantar de dia 24 e o peru ou na ceia ou no almoço do dia 25.
PC – É uma ceia bem tradicional… mas, todos os anos fico ansiosamente à espera da sopa de bacalhau da minha mãe (uma deliciosa tradição da Beira Alta), do peru e da “pinha” (um doce) da mãe da Ana… (risos)… são razões que a balança bem conhece (risos)...
 
Onde vão passar o Natal?
PC – Em Coimbra. Felizmente os meus pais e os da Ana vivem quase frente a frente e por isso dividimo-nos por ambas as casas. Por exemplo, este ano, jantamos na casa dos pais da Ana e depois, atravessamos a rua para irmos ao ritual de abertura dos presentes em casa dos meus pais. Depois, no dia 25, almoçamos em casa dos meus pais. A única coisa que vamos alternando é o local do almoço e do jantar e vice-versa. Felizmente é bem mais simples do que parece (risos).
 
Dão bastante valor à família?
PC – Demos desde sempre. A família é tudo… é sempre o porto de abrigo. Está sempre lá… 
AM – Para mim não existe nada tão importante ou com tanto valor. É a chave mestra de uma vida plena.
 
O Natal modificou-se com o nascimento do Bernardo?
AM – Julgo que a partir do momento em que há mais uma criança, ainda mais sendo nosso filho, o Natal torna-se ainda mais divertido e sincero.
 
O Bernardo já acredita no Pai Natal?
AM – Não, ainda é muito pequenino, nem se apercebe de que estamos no Natal.
 
Já se mascararam de Pai Natal?
AM – Só quando tinha uns 14 anos.
PC – (Risos) Já fiz de Pai Natal… mas nunca mascarado. Sou mais o maestro do I Wish You a Merry Christmas que todos os meus sobrinhos cantam em fila indiana e por ordem de nascimento quando recebem luz verde para a aproximação do sapatinho… é divertidíssimo…
 
A quem sai o Bernardo? E a quem gostariam que saísse o novo bebé?
AM – A mim e a mim…
PC – (Risos) Não há condições… acho que fisicamente o Bernardo é mais a mãe e não me importo nada… mas, de feitio, puxou totalmente ao lado do pai.
 
Ter um novo filho é para vocês o melhor presente de Natal?
PC – É uma bênção, sim. É uma criança planeada e que nos vai fazer ainda mais felizes. Até hoje pensávamos que ia ser um rapaz… mas afinal acabámos de saber que vai ser uma menina.
 
Como vão viver esta quadra com a expectativa da chegada de uma menina?
PM – De forma absolutamente tranquila, a Ana provavelmente com mais sono, mas será, se Deus quiser, um Natal com muito amor e com a animação da praxe… e agora que soubemos que afinal vem aí uma menina, vamos começar a preparar a sua chegada.
 
Foi uma boa surpresa?
AM – Para mim foi. Sempre disse ao Pedro que por mais filhos que tenha iriam ser sempre rapazes… e depois das primeiras ecografias que indicavam que era um rapaz, soube há poucas horas que é uma menina.
PC – É uma boa surpresa de Natal,  que este ano volta a chegar mais tarde, lá para finais de Março, princípios de Abril. Porém, o que é de facto importante é que venha com saúde, depois, que tal como o Bernardo, saia ao pai.
 
Esta gravidez está a alterar as vossas rotinas?
AM – Basicamente não alterou nada. Como o Bernardo ainda é muito pequeno, o nosso dia-a-dia não tem sido alterado.
 
Numa altura de crise, como vão gerir a chegada de mais um filho, já que uma criança traz sempre mais despesa para o orçamento familiar?
PC – Esse é um problema que vamos gerindo à medida que o tempo passa. Para já, não há muitas despesas novas. Essencialmente vai crescer o orçamento das fraldas e pouco mais. Filhos de famílias grandes, estamos habituados a passar tudo uns para os outros… especialmente as roupas, carrinhos, parques, etc. Fomos educados no princípio de que tudo é repartido e em tempos de crise e de apertos orçamentais essa é a forma de estar na vida.
 
Como é que está a ser vivida esta gravidez por ambos?
AM – Estou um bocado stressada, a sofrer por antecipação, porque como tive dois meses de cama no final da gravidez do Bernardo, estou sempre com medo que me aconteça outra vez o mesmo.
PC – Estou absolutamente calmo, como quase sempre, mas… ansioso para que nasça o nosso novo "bebezuco".
 
Já pensaram num nome para a bebé?
AM – Já, mas continuamos a aceitar sugestões (risos).
PC – Se fosse rapaz, a Ana gostava que se chamasse Lourenço. Agora que acabámos de saber que é uma menina, vamos ter de recomeçar tudo de novo. Mas, desta vez, como combinámos, é a Ana que vai ter a palavra final. Mas há sugestões?
 
O que está a ser diferente nesta gravidez em relação à do Bernardo?
AM – Para já as diferenças não têm sido muitas, acho só que tive muito mais sono no início da gravidez. De resto, até agora felizmente tem sido muito tranquila.
 
Tem sentido muitos enjoos?
AM – Ao início tinha enjoos moderados, cheguei mesmo a deixar de jantar porque não me sentia muito bem-disposta, mas agora tenho passado bem.
 
O bebé já dá muitos pontapés?
AM – Ainda não, mas já começo a sentir o bebé a mexer.
 
Como lida com as transformações do seu corpo?
AM – Confesso que estou com mais pressa nesta gravidez. Com a primeira é tudo novo, estamos na expectativa, na segunda queremos que tudo passe depressa e que o bebé nasça logo e saudável.
 
Há anos em que o Pedro passa o Natal a trabalhar. Como se sente?
PC – Este ano, felizmente não vou trabalhar no Natal. Não vou andar na estrada a fazer "piscinas" entre Coimbra e Queluz de Baixo, como sempre acontece quando trabalho no Natal… mas, à parte o afastamento da reunião familiar, é uma altura em que também é gratificante trabalhar. Há um feedback maior nessa altura. As pessoas escrevem-nos mais e-mails com mensagens bem simpáticas e que nunca ficam sem resposta.
 
Como jornalista, qual a notícia que gostaria de dar pelo Natal?
PC – Nem sei… são tantas… Preocupa-me, sobretudo, a situação dos nossos reformados que estão em situação de cada vez maior carência no nosso país. Não é justo os cortes que estão a ser feitos a muitos e muitos milhares de portugueses, que depois de uma vida de muito trabalho, de anos e anos de descontos e até alguns de uma poupança extrema, vêem agora as suas pensões sofrerem cortes brutais. Acho que muito boa gente deveria pensar a sério no que tem andado a fazer e há longos anos. Teimosias e políticas que têm de ser pagas por alguém… normalmente, pelo elo mais fraco. 
 
O que desejam para 2011?
AM – Saúde para nós, para os nossos filhos, família e amigos.
PC – Acredito que 2011 vai ser um ano especialmente difícil. Para nós apenas peço o que é mais sagrado: a saúde para nós e para a família e amigos. 
 
Texto: Ricardina Batista; Fotos: Paulo Lopes 

Siga a Revista VIP no Instagram