Os GNR lançaram um livro, escrito por Hugo Torres, onde contam a história da banda nas últimas quatro décadas.

 

“Da rebeldia inicial ao vanguardismo dos primeiros álbuns, passando pelos grandes concertos nos Coliseus, na Alameda e em Alvalade, até aos elogios da crítica, ao reconhecimento público e às surpresas criativas, os GNR destacam-se pelo seu percurso ímpar”, lê-se na sinopse da biografia.

 

Após folhear o livro, o fundador da banda, Vítor Rua, não gostou do que leu e expressou a sua opinião nas redes sociais.

 

“Eu, para levar para as férias, quero comprar um livro de ficção, e estou indeciso entre comprar o último do Harry Potter ou o dos GNR... P.S.: Estive agora mesmo a folhear aquela m**** uns minutos na FNAC e não entendo se o Rui Reininho é só mentiroso ou se está senil tal são as mentiras e anormalidades que ele diz... É que são tantas as mentiras e 'estupidezes' que não me parece de um mentiroso mas de alguém com Alzheimer avançado!...

 

Que vergonha! E depois chamam: "A Biografia Oficial", quando nem eu nem o Alexandre Soares fomos consultados (os Fundadores dos GNR). Os três primeiros capítulos são sobre o Tóli (que foi convidado pelo Alexandre), o Reininho (que só entrou depois de já termos gravados dois singles), e o Gusmão (que só entrou quando eu demiti a Banda). "Bonita" e "verdadeira" biografia dos GNR...”

 

Texto: MDA; Fotos: Impala e D.R.