Na casa da aldeia de Oliveirinha, a cinco minutos de Aveiro, onde vivia com o pai surdo-mudo, a mãe também doente, um irmão e uma avó, Rosa Soares era o grande pilar. Mas o sonho de ser atriz não saía da sua cabeça e, com apenas 16 anos, sozinha, mudou-se para Lisboa. Apaixonou-se pelo ator Carlos Areia, 48 anos mais velho, e por imaturidade e medo mentiu-lhe na idade e inventou uma doença terminal para que o amor dele ficasse provado. E ficou. Após oito anos juntos, Rosa Soares, hoje com 24, acedeu a dar a sua primeira entrevista sozinha, porque, diz, quer deixar de ser apenas “a namorada do Carlos”.  

Não perca, na sua revista VIP que chegou às bancas este sábado.