Nacional

Rita Pereira
Recorda último encontro com Angélico

Atriz deixa testemunho no livro “Nunca te Esquecerei”, escrito pela mãe do cantor

 Num testemunho para o livro que a mãe de Angélico escreveu sobre o filho, Rita Pereira recorda o último encontro com o cantor, falecido há quase um ano na sequência de um violento acidente de viação.

Três dias antes do acidente, ocorrido na madrugada de 25 de junho, a atriz jantou com o ex-namorado em sua casa. “Na terça-feira, 21 de junho de 2011, jantámos os dois sozinhos em casa. Conversámos sobre várias coisas das nossas vidas, como fazíamos sempre. Mas aconteceu uma coisa em que penso muitas vezes...O Sandro gostava de me segurar a cara com as duas mãos e de ficar a olhar para os meus olhos. E dizia-me: 'Estou a tirar-te fotografias'. Nessa noite, fez isso. Segurou-me na cara e disse: 'Deixa-me tirar fotografias para depois me lembrar de ti'. Penso muito nisso... Foi a última vez que estivemos juntos. Não consigo deixar de pensar nisso...”, relata.

Rita Pereira conta ainda que falou com o cantor na noite da tragédia. “No dia do acidente, falámos ao telefone por volta de uma e meia da manhã. Disse-me que estava no carro com umas pessoas e que depois me ligava. Às cinco da manhã, quando o meu telefone voltou a tocar, pensei que era ele... Mas já não era! Quando vi no visor do telemóvel 'Augusto-Carros' percebi imediatamente que tinha acontecido alguma coisa (…) Soube logo que era muito grave. A partir daí, a minha única preocupação foi ir buscar a Mena [mãe de Angélico] a casa e mentir-lhe para a levar para o Porto sem que ela percebesse a gravidade da situação... Foram horas terríveis...”, conta, relembrando os dias que passou no Hospital de Santo António antes de ser declarada a morte do cantor. “Foram os três piores dias da minha vida.”

O livro “Nunca Te Esquecerei”, escrito por Filomena Vieira para homenagear o filho, vai ser lançado na sexta-feira às 18h30 no Coliseu de Lisboa.

Texto: RB; Foto: Impala