Meryl Streep fez duras críticas a Donald Trump no seu discurso nos "Golden Globe Awards". Ao receber o Prémio Carreira, a galardoada atriz não poupou nas palavras e dirigiu-se ao novo Presidente dos Estados Unidos, sem nunca mencionar o seu nome, dizendo que o “desrespeito convida ao desrespeito”.

“Houve uma performance este ano que me impressionou”, começou por dizer a recordista de nomeações para os Óscares. “Partiu-me o coração quando vi e continuo sem conseguir tirar aquilo da cabeça porque não foi um filme. Foi a vida real”. A atriz referia-se a uma situação que decorreu no Estado da Carolina do Sul, em 2015, durante a campanha eleitoral.

Na altura, Donald Trump imitou o jornalista com deficiência, Serge Kovaleski. “Este instinto para humilhar quando é moldado por alguém que está numa plataforma pública, por alguém poderoso, consegue infiltrar-se na vida de toda a gente. (…) Violência incita à violência” , declarou Meryl Streep, perante uma plateia silenciada com as suas palavras.

Trump já reagiu ao discurso da atriz, recordando que a diva de Hollywood é uma “fã de Clinton”, devido ao forte apoio que deu à democrata na corrida à Casa Branca.

 

Fotos: Reuters