Nacional

Joana Madeira
“Sempre odiei o Dia do Pai”

Mulher de Eduardo Madeira escreve mensagem para o pai que nunca teve

No Dia do Pai, Joana Machado Madeira escreveu um texto sobre o seu progenitor. Na mensagem, a mulher de Eduardo Madeira revela que sempre odiou este dia porque  não teve um pai a quem dar os presentes que fazia na escola. Além disso, não tem memórias dele. 

“Nunca tive pai. Quer dizer, tive. Alguém me fez. Mas separou-se da minha mãe muito antes de eu conseguir guardar memórias dele na minha cabeça. Não tenho nada, zero. A minha mãe diz que costumava pegar-me ao colo. Eu gostava de me lembrar. No entanto, por mais que procure em mim, nunca o encontro. Tenho pena. Tenho pena que tenha sido assim. Sempre odiei o Dia do Pai. Sempre. Sobretudo no tempo da escola. Quando nos obrigavam a fazer a tal "prenda do dia do pai", eu também tinha de a fazer. Mas para dar a quem? Sorte a da minha mãe que as recebia. Era um dos piores dia minha vida. Magoava-me. Ver todos tão felizes por terem um pai. Não sei bem o que isso é. Nunca saberei. Gostava de saber. Mas não dependeu de mim. E agora já lá vai.
Como é que eu hei-de dizer isto? Feliz Dia do Pai para todos (mesmo para aqueles que, como eu, nunca souberem o que é ter um).”

Joana e Eduardo Madeira vivem um casamento feliz e são pais de Leonor.


Fotos: DR

Leia também:

top Nacional