Escândalo
Atriz norte-americana acusada de liderar culto sexual

Internacional

Estrela da série Smallville, Allison Mack, recrutava escravas sexuais para executivos da indústria do entretenimento

Sex, 10/11/2017 - 12:53

A atriz Allison Mack foi acusada de liderar a irmandade feminina de um culto sexual, com base nos EUA e ramificações no Canadá.

Nxvim, assim se chama o culto, alega ser um grupo de auto-ajuda, mas foi denunciado como uma seita que recruta escravas sexuais para executivos da indústria do entretenimento. E está a ser investigado por extorquir, bater, tatuar e fazer lavagens cerebrais aos seus membros.

De acordo com o antigo porta-voz do grupo Frank Palato, a atriz - cujo papel mais conhecido é o de Chloe Sullivan, a amiga de Clark Kent na série Smallville – era a líder da ala feminina da seita, que tem uma hierarquia de mestre e «escravas». E terá sido ela a sugerir punições físicas a quem não cumprisse ordens.

 

Escravas sexuais

No ritual de iniciação, as jovens têm que se despir completamente e são marcadas com um ferro em brasa. Além disso, são levadas a partilhar informações e fotografias íntimas, que depois eram usadas para impedir que saíssem do grupo. Estão, ainda, obrigadas a cumprir um rigoroso programa de dieta e a recrutar mais raparigas para o culto.

A actriz recusou-se a prestar declarações sobre o tema.

Recentemente, a actriz Catherine Oxenberg – conhecida pelo seu papel na novela americana Dinastia - confessou que a sua filha, India, de 26 anos, faz parte da seita e se afastou da família.

A investigação começou com um conjunto de trabalhos divulgados pelo The New York Times sobre o culto.

 

Veja mais artigos em destaque:


Teresa Guilherme
Amor da vida de João Ricardo chora devido ao seu estado de saúde


João Ricardo
A lutar pela vida, ator é enganado pelos amigos


Manuel Luís Goucha
Faz algo inédito e revela imagens da sua casa!


Musas
A mulher que todas imitam está em Portugal

Siga a Revista VIP no Instagram