Uma semana depois de ter sido regulada a responsabilidade parental, o Tribunal de Família e de Menores do Porto fixou agora em 500 euros mensais a pensão de alimentos que o antigo guarda-redes terá de pagar ao filho, Afonso, de cinco anos.

Elizabete Carvalho, a mãe da criança, de quem Baía se encontra separado, começou por pedir dois mil euros por mês mais subsídios de férias e de natal. No entanto, o tribunal acabou por não lhe fazer a vontade e reduziu a prestação mensal obrigatória, embora tenha determinado ainda que ex-capitão portista terá de arcar com as despesas do colégio e educação da criança, bem como o ordenado de uma empregada doméstica.

Texto: MC; Foto: D.R.